O REI CHEFE ESTADO

O senhor

Dom Duarte

de Bragança

Rei dos Portugueses.

O Duque de Bragança, Dom Durate é o Rei de todos os portugueses, o símbolo da nação, que agrega passado, presente e futuro.

Sempre ao serviço de Portugal, por conta própria, tem um papel importante de promover a lusofonia, a língua portuguesa, a divulgação da nossa cultura, em promover acções sociais e de colaborar em acções humanitárias.

DEMOCRACIA DIRECTA

Propomos

uma monarquia

para Portugal

As actuais monarquias nos países europeus são as mais exemplares democracias no Mundo.

Respeitamos as instituições da democracia, a divisão de poderes e, acima de tudo, a vontade do Povo.

Queremos restaurar por via democrática uma monarquia parlamentar, como na Bélgica, Canadá, Dinamarca, Espanha, Japão, Luxemburgo, Noruega,  Nova Zelândia, Holanda, Reino Unido e  Suécia.

O Rei não tem filiação partidária e não se imiscui nas questões do Governo; é um arbitro isento focado naquilo que lhe diz respeito: a representação de todo o Povo, a identidade nacional, a imagem do país, tanto a nível nacional como internacional.

"Para que este projecto

nacional seja possível,

teremos que repensar o

real sistema político e as nossas instituições,

se está a gozar uma efectiva justiça social e coesão económica e

territorial, aproximando os eleitos dos eleitores. "

REGIME MONÁRQUICO

 

Somos um movimento

político, apartidário,

que promove o

Rei dos Portugueses.

 

A Causa Real é uma associação nacional que tem por missão uma defesa ideal monárquico, da Instituição Real e no limite a Restauração da Monarquia em Portugal.

 

Não somos um partido: a estes compete apresentar 

programas de governo e propostas para a Chefia de Governo.

A nossa proposta situa-se ao nível da Chefia de Estado.

A Causa Real têm estruturas que são próprias, dirigem-se à população, realizando eventos nacionais e locais, de política e cultura, abertos a todos os portugueses.